by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

Novo Brasil Board

Search

Search

[+] Advanced...

Author:

Region:

Sort:

«12. . .206207208209210211212. . .214215»

Anuncio do MED
Projeto Fonte do Saber

O Ministerio do Educação, em meio a esse Caos estremece nesse mundo, tem o prazer de retomar o projeto Fonte do Saber, o projeto de reformulação do Ensino Básico, e agora também, médio. O programa é uma nova cara para o ensino, os metodos de ensino ficaram a cargo da EduEx Tecnologia Educacional, empresa renomada do ramo da educação em Nosterviz, o métodos ativos deles passarão a ser implementadados aos poucos, esperamos que todas as unidades de ensino estejam equipadas, treinadas e prontas para as mudanças ate o meio do ano que vem.

Que Alisinas nos abençoe com Sabedoria, e que as Ondas de Craeccian afastem o mal que existe nesse mundo.

Magna atlantica

Alissonovia, Infinitta, Nosterviz, and Natsiya krovi

Resolução 148/2021 do Partido dos Trabalhadores de Lorien

O Partido dos Trabalhadores de Lorien, fiel defensor da Revolução Loriana, representante máximo do Povo de Lorien, fiscal e condutor do Estado loriano, no uso de suas atribuições Estatutárias, Constitucionais, Legais e Naturais, resolve, por meio do presente comando jurídico, instituir novas orientações de políticas ambientais, as quais a Casa de Representação do Povo de Lorien, o Conselho dos Comissários do Povo, e todos os demais setores, deverão normatizar e instituir.

Considerando a necessidade em adaptar a indústria e o comércio, os serviços, e a Economia de modo geral, para a máxima eficiência energética possível;

Considerando a necessidade garantir os empregos dos trabalhadores dos setores poluentes, e também de possíveis extinções de postos de trabalho com as atualizações tecnológicas;

Considerando o dever nacional em investir em tecnologias e setores de baixas emissões e com alta intensidade de emprego;

Considerando outras adaptações, avanços tecnológicos, e o que mais for necessário para transformar a República Popular de Lorien em um país sustentável, autossuficiente e ambientalmente equilibrado

Resolve o que segue

Art. 1º - Os estudos necessários para atingir os objetivo, com apoio das universidades, institutos de tecnologia, escolas, fundações, empresas e institutos estrangeiros, intercâmbios entre Estados e entre o Estado Loriano e sociedades privadas, deverão se realizar em toda as áreas da sociedade.

Parágrafo primeiro: Todos os cursos superiores e tecnológicos acrescentarão em suas respectivas grades curriculares um ano de atividades teóricas e práticas, desenvolvidas pelos alunos em conjunto com a Instituição, para estimular a pesquisa científica em prol do desenvolvimento sustentável.

Parágrafo segundo: As escolas de ensino médio e fundamental, em parcerias com os citados no caput ou não, devem incluir no Plano de Ensino, de acordo com a capacidade dos alunos, observando sua idade e outros fatores escolares, a iniciação na pesquisa científica e socioambiental.
Parágrafo terceiro: O Partido dos Trabalhadores de Lorien, em conjunto com as empresas, deve oferecer capacitação aos trabalhadores de Lorien e do mundo, para que se preparem para uma nova era de avanços trabalhistas sustentáveis.
Parágrafo quarto: De forma geral, toda a sociedade loriana deve suprir as falhas que surgirem durante o processo de pesquisa e aprendizagem, buscando cumprir com o dever de desenvolvimento nacional sustentável.

Art 2º - Deverá ser criado e normatizado uma Central Sindical específica para os trabalhadores de áreas atingidas pelo avanço tecno-científico, estudando quais e quantos empregos serão extintos, alterados seu modo de realização ou impacto na vida laboral dos trabalhadores lorianos, para debater e propor soluções, alternativas e treinamentos adequados para a readequação profissional.

Art. 3º - O Sistema Nacional Planificado será atualizado para priorizar fontes sustentáveis e equilibradas com a natureza, dentro do que é estabelecido no Regramento Geral do Sistema Nacional de Planejamento.

Art. 4º - Toda a frota de veículos terrestres deverá ser adaptada para uso exclusivo de combustíveis oriundos de energias renováveis e não poluentes, de maneira direta, dentro dos prazos estabelecidos abaixo:

a) Veículos Particulares, tais como carros e motos, até 2030
b) Veículos do Estado, como ônibus, sobre trilhos, motos e carros, ou qualquer outro veículo a serviço do Estado, até 2027
c) Veículos oriundos do estrangeiro, desde que não destinados ao comércio nacional, estão liberado da exigência, desde que cumpridos a compensação financeira ambiental, obtenha licença especial para transitar, e não permaneça no país por mais de 45 dias.

Art. 5º - O investimento em pesquisa científica para ampliar o desenvolvimento sustentável deverá ser progressivo, observando a capacidade financeira estatal e os compromissos nacionais e internacionais assumidos por Lorien, garantindo um mínimo necessário a manutenção de pesquisas e implementação do que for considerado necessário.

Art. 6º - Fica instituído, no âmbito do Partido dos Trabalhadores de Lorien, o Conselho de Desenvolvimento Sustentável (CDS), com participação de integrantes do Estado, da sociedade civil, da comunidade científica nacional e internacional, da juventude, dos trabalhadores, e das Forças Armadas.

Art. 7º - O petróleo, o carvão, o gás natural, e outras fontes de energias não-renováveis e consideradas poluentes com base em estudos técnicos-científicos deverão ter seu uso gradativamente substituídos.
Parágrafo único: As metas, que serão estabelecidas após o CDS reunir estudos e deliberar sobre datas razoáveis, não poderão ultrapassar como ano limite 2050, improrrogáveis por qualquer resolução partidária, emenda constitucional, lei, tratados internacionais ou qualquer outro método jurídico.

Art. 8º - A presente resolução será emendada de acordo com novas necessidades identificadas pelo Partido, pelo Conselho de Desenvolvimento Sustentável, pelo Estado, pelo Povo, por orientação científica, ou por acordo internacional.

Queridos mestres, por favor, considerar os esforços lorianos na pesquisa e tentativas de construir nova economia sustentável. Planejo, em breve, realizar novos movimentos mais detalhados. Imperio de Jandira, Magna atlantica, Alissonovia, Lysandus.

Anglannd, Nosterviz, and Natsiya krovi

Emboabas wrote:Potiguar Post

#CupuloAgrotera
#TratadoDeAgrotera

REUNIÃO DE LIDERES DE AGROTERA EM OADU/EB, TERMINA COM ACORDO DE ALIANÇA FIRMADO. LEIA NA ÍNTEGRA.
Líderes de Veleste, New Drache, Marturians e Emboabas participaram em Oadu Emboabas da Cúpula de Agrotera com o tema 'Agrotera: integração e desenvolvimento para um futuro inovador'

Os quatro países membros de Agrotera, assinaram no encerramento da Cúpula do grupo, em Oadu, uma Tratado contemplando economia, cooperação cientifica e militar .

Principais pontos do documento:

1 - Constituição de um Grupo de Trabalho visando a constituição de um Acordo de Cooperação Econômica.
2 - Acordo de Cooperação Técnico Cientifica, abrangendo principalmente as áreas de investigação e desenvolvimento científico e tecnológico.
3 - Acordo de Cooperação Militar, especificamente no âmbito do gerencialmente de atividades de pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação, capacidade militares e compartilhamento de Informações Militares Classificadas (IMC).

Economia

Considerado um acordo relativamente comedido no âmbito das relações econômicas entre os países signatários, o trás apenas a constituição de um grupo de estudos para viabilizar um acordo econômico, longe de constituir ou mesmo indicação de constituição de um Bloco Econômico ou mesmo um organismo internacional o grupo se restringiu apenas em analisar um possível acordo econômico.

Analistas dizem que o entrave para constituição acordo econômicos entre os países de Agrotera se encontra principalmente na resistência de Veleste em participar de qualquer acordo econômico, inclusive o país signatario solicitou a retirada de clausula que constituiria um Banco de Desenvolvimento Agroteriano. Marturians ressaltou que sera nescessario um estudo mais aprofundado da possibilidade de estreitar relações econômicas na região, já New Drache e Emboabas mostrou-se pouco disponível em participar de um acordo econômico amplo.

Avanço Cientifico

Diferentemente da a pauta econômica, a cooperação para o desenvolvimento cientifico da região foi bastante discutido na cúpula, com Mellie Grant presidente de Emboabas afirmando que "Necessário empenhamos os esforços da região para a emancipação tecnológica, trabalharmos para que nossas empresas se tornem mais competitivas tecnologicamente no mercado internacional, e desenvolvendo soluções para a vida dos cidadãos de Agrotera"

O Tratado elenca algumas áreas prioritárias para o desenvolvimento tecnológico, sendo Biotecnologia; Tecnologias Da Informação E Das Comunicações; Bioinformática; Espaço; Microtecnologias E Nanotecnologias; Investigação De Materiais; Tecnologias Limpas; m Gestão E Uso Sustentável Dos Recursos Ambientais; Biossegurança; Saúde E Medicina; Aeronáutica; Metrologia, Normalização e Avaliação De Conformidade; Ciências Humanas.

Cooperação Militar

Uma surpresa desta cúpula, foi o acordo de cooperação militar visando a proteção dos estados signatários do acordo bem como primordialmente a integridade física do continente de Agrotera, considerado um avanço para a integração militar da região. O acordo se dá principalmente no âmbito da inteligencia militar e civil, compartilhamento de informações sensivelmente relevantes entre os países signatários e desenvolvimento de tecnologias militares.

AGROTERA E TENSÕES MUNDIAIS

O único Chefe de Estado a se pronunciar diretamente sobre o escalonamento das crises globais envolendo Repes, Nosterviz, Baerakis e Tenebra, Grant afirma que "Em tempos de crises globais e aumento da tenção global, nós de Agrotera nós unimos para garantir que ao menos nossos quintais estejam organizados." Questionada sobre qual o posicionamnete do grupo em relação a morte de kraldzer Tarsis III, acusado por Nosterviz de sua autoria ser de Repes, Grant disse que não foi discutido no âmbito da cúpula sobre assassinato do monarca, ponderou que a cúpula reitera a necessidade dos organismos internacionais serem efetivos na proteção da autodeterminação dos povos.

New Drache e Emboabas

Na semana anterior da Cúpula de Agrotera em Emboabas, Grant esteve em New Frankfurt, New Drache, para um encontro com a presidente do país vizinho. Na saída do encontro foi divulgado apenas uma Carta de Intenções entre os dois países que aborda dentre outros temas, acordo de cooperação econômica nas áreas Agrícola, Tecnologia da Informação, Telecomunicação, Armamentista. Entretando fontes do Governo de New Drache, afirmam que foi discutido um tratado entre os dois países signatários mas ainda não firmado pelos dois governo devido a cúpula de Agrotera, e que neste tratado haveria outros pontos relevantes para a região, inclusive um acordo de livre circulação de pessoas.

Sob os auspícios dos ideais dos heróis mártires fundadores destas nações, em representação máxima dos povos de, Veleste, New Drache, Marturians e Emboabas reunidos em Oadu – EB no uso dos poderes investidos constitucional e legalmente por suas respectivas nações, os Chefes de Estado a fim de fortalecimento dos laços culturais, políticos, e econômico;

CONSIDERANDO o reconhecimento mútuo entre as partes deste acordo enquanto países autônomos estabelecidos sob a jurisprudência da escolha de seus povos.

CONSIDERANDO a prerrogativa básica de autodeterminação dos povos.

CONSIDERANDO a crescente necessidade de solidificação de relações amistosas entre as nações livres, a fim de garantir os direitos frente aos abismos da ignorância e despotismo.

CONSIDERANDO que o presente tratado visa o crescimento e desenvolvimento mútuo entre seus signatários e uma relação prolífica.

CONSIDERANDO que os termos aqui dispostos permitirão uma cooperação dinâmica e articulada em diversos âmbitos aumentando a esfera de atuação internacional de Agrotera

RESOLVEM

    Artigo 1º - Fica criado o Grupo de Trabalho para constituição de um Acordo de Cooperação Econômica, a fim de fortalecer as relações macroeconômicas entre as partes ampliando o espaço de comercialização, favorecendo a livre concorrência dos mercados nacionais;

    Artigo 2º - Acordo de Cooperação Técnico Cientifica, as Partes concordam em incentivar, desenvolver e facilitar as atividades de cooperação nas áreas de interesse comum em que realizem ou apoiem atividades de investigação e desenvolvimento científico e tecnológico.

    Artigo 3º - A cooperação cientifica se dará primordialmente nas respectivas áreas Biotecnologia; Tecnologias Da Informação E Das Comunicações; Bioinformática; Espaço; Microtecnologias E Nanotecnologias; Investigação De Materiais; Tecnologias Limpas; m Gestão E Uso Sustentável Dos Recursos Ambientais; Biossegurança; Saúde E Medicina; Aeronáutica; Metrologia, Normalização e Avaliação De Conformidade; Ciências Humanas.

    Artigo 4º - As partes signatárias promoverão
    I) A participação de entidades de investigação nas atividades de cooperação abrangidas pelo presente Acordo, em conformidade com as respectivas políticas e regulamentações internas, de forma a proporcionar oportunidades equivalentes de participação nas respectivas atividades de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico e no aproveitamento dos seus benefícios;
    II) A reciprocidade de acesso às atividades promovidas por cada uma das Partes ao abrigo de programas ou políticas nacionais em vigor.

    Artigo 5º - Fica estabelecido Acordo de Cooperação Militar, visando a proteção dos estados signatários do presente acordo bem como primordialmente a integridade física do continente de Agrotera.

    I) A cooperação militar se dará no âmbito do gerencialmente de atividades de pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação, e capacidade militares. Sendo realizados nos âmbitos de pesquisas básicas, aplicadas, desenvolvimento de tecnologia avançada, desenvolvimento avançado de componentes e protótipos militares.

    II) Compartilhamento de Informações Militares Classificadas, geradas do âmbito dos Departamentos de Defesa dos respectivos estados signatários, ou que estejam sob sua jurisdição ou controle e que exijam proteção de interesse de segurança nacional das partes.

    Artigo 6º - Fica estabelecido um encontro anual de cúpula entre os signatários deste acordo, a fim de discutir e deliberar emendas a este tratado e/ou quaisquer assuntos que se julguem importantes.

      Oadu/EB, República Federal de Emboabas, 2020.


      Sua Excelência, o Presidente da Republica Internacional de Marturians, Vagner Fischer-Silva,
      Sua Excelência, o Representante do Exterior da Confederação Supranacional de Veleste, Stupebant Spettro,
      Sua Excelência, o Presidente da Republica de New Drache Matheus Lagowsky,
      Sua Excelência, a Presidente da Republica de Emboabas Mellie Grant.

Read factbook

Mestre: Imperio de Jandira Magna atlantica Alissonovia

"A Aliança da Agrotera está aberta para a entrada de qualquer nação agroteriana", diz o Ministro das Relações Exteriores dos Marturianos

O ministro Albert Agnar, que recentemente foi o responsável pela assinatura marturiana da Resolução Emergencial enviada a Comissão Internacional de Segurança da Liga das Nações, se encontra agora em missão diplomática com o objetivo de conseguir novos membros para a Aliança da Agrotera.

Durante um pronunciamento em Barzel, o ministro afirmou que "a Aliança da Agrotera está aberta para a entrada de qualquer país agroteriano" e que a República Internacional dos Marturianos estará na linha de frente para trazer mais irmãos agroterianos ao tratado pois este "não poderia ser chamado de agroteriano se não tiver a maior parte do continente nele". Ao final ainda ressaltou que "em tempos turbulosos, é necessário a união para nos mantermos fortes".

Portanto, além de convidar as nações agroterianas que não são signatárias à entrar na aliança, o Ministro das Relações Exteriores acionará seus embaixadores nesses países para discutirem com seus representantes a respeito dessa questão e convencê-los, e o próprio Albert Agnar, com uma comitiva de diplomatas, fará o mesmo em viagem pelo continente.

Sob os auspícios dos ideais dos heróis mártires fundadores destas nações, em representação máxima dos povos de, Veleste, New Drache, Marturians e Emboabas reunidos em Oadu – EB no uso dos poderes investidos constitucional e legalmente por suas respectivas nações, os Chefes de Estado a fim de fortalecimento dos laços culturais, políticos, e econômico;

CONSIDERANDO o reconhecimento mútuo entre as partes deste acordo enquanto países autônomos estabelecidos sob a jurisprudência da escolha de seus povos.

CONSIDERANDO a prerrogativa básica de autodeterminação dos povos.

CONSIDERANDO a crescente necessidade de solidificação de relações amistosas entre as nações livres, a fim de garantir os direitos frente aos abismos da ignorância e despotismo.

CONSIDERANDO que o presente tratado visa o crescimento e desenvolvimento mútuo entre seus signatários e uma relação prolífica.

CONSIDERANDO que os termos aqui dispostos permitirão uma cooperação dinâmica e articulada em diversos âmbitos aumentando a esfera de atuação internacional de Agrotera

RESOLVEM

    Artigo 1º - Fica criado o Grupo de Trabalho para constituição de um Acordo de Cooperação Econômica, a fim de fortalecer as relações macroeconômicas entre as partes ampliando o espaço de comercialização, favorecendo a livre concorrência dos mercados nacionais;

    Artigo 2º - Acordo de Cooperação Técnico Cientifica, as Partes concordam em incentivar, desenvolver e facilitar as atividades de cooperação nas áreas de interesse comum em que realizem ou apoiem atividades de investigação e desenvolvimento científico e tecnológico.

    Artigo 3º - A cooperação cientifica se dará primordialmente nas respectivas áreas Biotecnologia; Tecnologias Da Informação E Das Comunicações; Bioinformática; Espaço; Microtecnologias E Nanotecnologias; Investigação De Materiais; Tecnologias Limpas; m Gestão E Uso Sustentável Dos Recursos Ambientais; Biossegurança; Saúde E Medicina; Aeronáutica; Metrologia, Normalização e Avaliação De Conformidade; Ciências Humanas.

    Artigo 4º - As partes signatárias promoverão
    I) A participação de entidades de investigação nas atividades de cooperação abrangidas pelo presente Acordo, em conformidade com as respectivas políticas e regulamentações internas, de forma a proporcionar oportunidades equivalentes de participação nas respectivas atividades de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico e no aproveitamento dos seus benefícios;
    II) A reciprocidade de acesso às atividades promovidas por cada uma das Partes ao abrigo de programas ou políticas nacionais em vigor.

    Artigo 5º - Fica estabelecido Acordo de Cooperação Militar, visando a proteção dos estados signatários do presente acordo bem como primordialmente a integridade física do continente de Agrotera.

    I) A cooperação militar se dará no âmbito do gerencialmente de atividades de pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação, e capacidade militares. Sendo realizados nos âmbitos de pesquisas básicas, aplicadas, desenvolvimento de tecnologia avançada, desenvolvimento avançado de componentes e protótipos militares.

    II) Compartilhamento de Informações Militares Classificadas, geradas do âmbito dos Departamentos de Defesa dos respectivos estados signatários, ou que estejam sob sua jurisdição ou controle e que exijam proteção de interesse de segurança nacional das partes.

    Artigo 6º - Fica estabelecido um encontro anual de cúpula entre os signatários deste acordo, a fim de discutir e deliberar emendas a este tratado e/ou quaisquer assuntos que se julguem importantes.

      Oadu/EB, República Federal de Emboabas, 2020.


      Sua Excelência, o Presidente da Republica Internacional de Marturians, Vagner Fischer-Silva,
      Sua Excelência, o Representante do Exterior da Confederação Supranacional de Veleste, Stupebant Spettro,
      Sua Excelência, o Presidente da Republica de New Drache Matheus Lagowsky,
      Sua Excelência, a Presidente da Republica de Emboabas Mellie Grant.

Read factbook

Mestre: Imperio de Jandira

Freny, Veleste, Montecervi, Anglannd, and 5 othersNosterviz, New Drache, Republica federativa da bratalia, Natsiya krovi, and Kaduania

Kaduania

Marturians wrote:

"A Aliança da Agrotera está aberta para a entrada de qualquer nação agroteriana", diz o Ministro das Relações Exteriores dos Marturianos

O ministro Albert Agnar, que recentemente foi o responsável pela assinatura marturiana da Resolução Emergencial enviada a Comissão Internacional de Segurança da Liga das Nações, se encontra agora em missão diplomática com o objetivo de conseguir novos membros para a Aliança da Agrotera.

Durante um pronunciamento em Barzel, o ministro afirmou que "a Aliança da Agrotera está aberta para a entrada de qualquer país agroteriano" e que a República Internacional dos Marturianos estará na linha de frente para trazer mais irmãos agroterianos ao tratado pois este "não poderia ser chamado de agroteriano se não tiver a maior parte do continente nele". Ao final ainda ressaltou que "em tempos turbulosos, é necessário a união para nos mantermos fortes".

Portanto, além de convidar as nações agroterianas que não são signatárias à entrar na aliança, o Ministro das Relações Exteriores acionará seus embaixadores nesses países para discutirem com seus representantes a respeito dessa questão e convencê-los, e o próprio Albert Agnar, com uma comitiva de diplomatas, fará o mesmo em viagem pelo continente.

Sob os auspícios dos ideais dos heróis mártires fundadores destas nações, em representação máxima dos povos de, Veleste, New Drache, Marturians e Emboabas reunidos em Oadu – EB no uso dos poderes investidos constitucional e legalmente por suas respectivas nações, os Chefes de Estado a fim de fortalecimento dos laços culturais, políticos, e econômico;

CONSIDERANDO o reconhecimento mútuo entre as partes deste acordo enquanto países autônomos estabelecidos sob a jurisprudência da escolha de seus povos.

CONSIDERANDO a prerrogativa básica de autodeterminação dos povos.

CONSIDERANDO a crescente necessidade de solidificação de relações amistosas entre as nações livres, a fim de garantir os direitos frente aos abismos da ignorância e despotismo.

CONSIDERANDO que o presente tratado visa o crescimento e desenvolvimento mútuo entre seus signatários e uma relação prolífica.

CONSIDERANDO que os termos aqui dispostos permitirão uma cooperação dinâmica e articulada em diversos âmbitos aumentando a esfera de atuação internacional de Agrotera

RESOLVEM

    Artigo 1º - Fica criado o Grupo de Trabalho para constituição de um Acordo de Cooperação Econômica, a fim de fortalecer as relações macroeconômicas entre as partes ampliando o espaço de comercialização, favorecendo a livre concorrência dos mercados nacionais;

    Artigo 2º - Acordo de Cooperação Técnico Cientifica, as Partes concordam em incentivar, desenvolver e facilitar as atividades de cooperação nas áreas de interesse comum em que realizem ou apoiem atividades de investigação e desenvolvimento científico e tecnológico.

    Artigo 3º - A cooperação cientifica se dará primordialmente nas respectivas áreas Biotecnologia; Tecnologias Da Informação E Das Comunicações; Bioinformática; Espaço; Microtecnologias E Nanotecnologias; Investigação De Materiais; Tecnologias Limpas; m Gestão E Uso Sustentável Dos Recursos Ambientais; Biossegurança; Saúde E Medicina; Aeronáutica; Metrologia, Normalização e Avaliação De Conformidade; Ciências Humanas.

    Artigo 4º - As partes signatárias promoverão
    I) A participação de entidades de investigação nas atividades de cooperação abrangidas pelo presente Acordo, em conformidade com as respectivas políticas e regulamentações internas, de forma a proporcionar oportunidades equivalentes de participação nas respectivas atividades de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico e no aproveitamento dos seus benefícios;
    II) A reciprocidade de acesso às atividades promovidas por cada uma das Partes ao abrigo de programas ou políticas nacionais em vigor.

    Artigo 5º - Fica estabelecido Acordo de Cooperação Militar, visando a proteção dos estados signatários do presente acordo bem como primordialmente a integridade física do continente de Agrotera.

    I) A cooperação militar se dará no âmbito do gerencialmente de atividades de pesquisa, desenvolvimento, teste e avaliação, e capacidade militares. Sendo realizados nos âmbitos de pesquisas básicas, aplicadas, desenvolvimento de tecnologia avançada, desenvolvimento avançado de componentes e protótipos militares.

    II) Compartilhamento de Informações Militares Classificadas, geradas do âmbito dos Departamentos de Defesa dos respectivos estados signatários, ou que estejam sob sua jurisdição ou controle e que exijam proteção de interesse de segurança nacional das partes.

    Artigo 6º - Fica estabelecido um encontro anual de cúpula entre os signatários deste acordo, a fim de discutir e deliberar emendas a este tratado e/ou quaisquer assuntos que se julguem importantes.

      Oadu/EB, República Federal de Emboabas, 2020.


      Sua Excelência, o Presidente da Republica Internacional de Marturians, Vagner Fischer-Silva,
      Sua Excelência, o Representante do Exterior da Confederação Supranacional de Veleste, Stupebant Spettro,
      Sua Excelência, o Presidente da Republica de New Drache Matheus Lagowsky,
      Sua Excelência, a Presidente da Republica de Emboabas Mellie Grant.

Read factbook

Mestre: Imperio de Jandira

Como Presidente da Republica Democrática de Kaduania, por meio de nosso Ministério de Relações Exteriores, e por interesse de grande maioria de nosso parlamento, deixo aqui explicitado o interesse de que Kaduania esteja junto, alinhado e sintonizado com os interesses das potencias do nosso rico continente Agrotera.

Freny, Veleste, Marturians, Nosterviz, and 2 othersRepublica federativa da bratalia, and Natsiya krovi

Natsiya krovi

Governo de Natsiya krovi anuncia reativação do Programa Nuclear

O Presidente da República, Nikola Golubic, em coletiva de imprensa na sede do Palácio Presidencial, anunciou que Natsiya krovi investirá 14,22 bilhões de $TK no seu Programa Nuclear, encerrado em 1993. O objetivo é a reativação de, pelo menos, duas usinas de enriquecimento de urânio e produção de energia.

Atualmente, Krovia não é uma nação energeticamente autossuficiente, razão pela qual as autoridades máximas do país entendem ser estrategicamente vital o fortalecimento do setor.

Melhorias no Exército Nacional

No mesmo ato, o Presidente informou aprovação de crédito de 18,81 bilhões destinados ao emparelhamento das forças armadas. Relatórios do Ministério da Defesa alertaram o governo de que o atual cenário não oferece proteção suficiente em caso de ameaças à soberania. Natsiya krovi permanece neutra diante do aumento das tensões no cenário internacional. Embora improvável que hostilidades ocorram no território vermelho, um plano de prevenção é tratado como prioridade máxima em Eriandria.

Outros Acontecimentos...

"Educação Pública sofre cortes de 6,8 bilhões no orçamento."
"Popularidade do Presidente em queda."
"Governo anuncia superavit de 4,6 bilhões. Economia respira."
"Exportações de Metais caem a níveis alarmantes."
"Governo silencia criadores de problemas"
"Observadores internacionais aplaudem o aumento da liberdade política em Natsiya Krovi"
"A Previdência Social é um problema, diz economista"
"Pais Natsiya Krovianos preocupados com o emprego dos jovens"

Alissonovia, Ashtarians, Veleste, and Republica federativa da bratalia

(A notícia abaixo é de uma semana o meu último post, ainda em 2021. Além dela, alguns highlights importantes para a continuação do RP estão no fim do post, todas tendo acontecido no fim de 2021)

⚜️ Le Lysandean Fois
Le premier de Telephassa

Juliette Jaguarondi é a Presidente da Duma dos Lysios!

Exatamente uma semana após o empate eleitoral, a Duma dos Lysios se reuniu em uma sessão extraordinária presidida pela própria Imperatriz, onde os deputados tiveram de escolher entre os dois deputados empatados na liderança: Tiranus V. de Melus, de Montsangnant, e Juliette Jaguarondi, de Toussaint.

Para fazer funcionar o que foi creditado como evento politico mais relevante de Lysandus em 2021, o Escudo Dourado ativou o protocolo de "Confinement", que consiste em manter trancados no Castelo de Bardan todos os juízes do Tribunal Imperial, o Conselho Imperial de Ministros e a Família Imperial. A medida, que aos olhos estrangeiros pode parecer extrema, é habitual na política lysandesa para evitar atentados à figuras importantes durante momentos de incerteza e instabilidade. Apesar de toda a operação, a votação ocorreu tranquilamente, e foi televisionada pelo Canal Imperial. O destaque da cerimônia foi o breve comentário de Sua Majestade Nobilíssima durante a abertura da votação:

"Esta situação é extraordinária, mas é, sem nenhuma dúvida, a mais relevante para o nosso futuro. São tempos incertos que vivemos, onde nações tornam-se munidas de armas de destruição em massa, ameaçam e se expandem sem nenhuma decência ou respeito pela Comunidade Internacional que nós, com muito sangue, ajudamos a construir. Hoje, como Presidente desta nobre Duma, quero deixar claro que, independente de quem vencer esta votação, nós iremos trabalhar arduamente e incessantemente para garantir que o Governo de Lysandus esteja em plenos poderes para proteger e contestar. Que Omni abençoe à todos."

A votação durou cerca de 5 horas, e todos os 118 deputados estiveram presentes, expondo seus pontos e votando logo em seguida. Ao fim, com 66 votos válidos, a deputada Juliette Jaguarondi, de Toussaint, foi declarada a nova Presidente da Duma dos Lysios. Após jurar lealdade à bandeira e à Imperatriz, Juliette seguiu para a Fortaleza da Duma, onde começou a articular a formação do gabinete da Presidente.

DESTAQUES DO FIM DE 2021 EM LYSANDUS

● Sua Alteza Nobilíssima, a Arquiprincesa Svetlana, nascida Princesa da Alissonovia enquanto filha do Kraldzer Pétar Karl, faleceu após uma série de complicações envolvendo o anúncio recente de sua gravidez. Segundo o corpo médico do Hospital Imperial de Sainte Anne Louise, o quadro médico da Princesa já era preocupante devido ao acidente sofrido anos atrás, e com o aparecimento da PE, o quadro da princesa decaiu até o inevitável.

● Uma aproximação marcante entre a Presidente Jaguarondi e o Ministro Alpha de Girania foi observada pelos tabloides lysandeses. Muitos creditaram a aproximação ao plano de defesa dos direitos híbridos da Porta-Voz, que estão entre os focos de seu governo. Juliette Jaguarondi também deixou claras as suas intenções em conversar abertamente com todos os países que tivessem interesse em Lysandus.

● Tiranus de Melus, Deputado por Montsangnant, tornou-se líder da Oposição da Duma dos Lysios após perder a votação para Juliette Jaguarondi. Segundo analistas, a política de Melus consiste no velho ideário aristocrático, e é claro, ao apoio às grandes mineradoras do país, que agora possuirão muito mais voz nos corredores do Castelo de Bardan. Melus, que era Presidente da CMIM (Companhia Minerária Imperial de Montsangnant), passou a cadeira para o irmão mais novo, Othon de Melus.

Repes, Alissonovia, Ashtarians, Venardia, and 3 othersMontecervi, Nosterviz, and Natsiya krovi

Kaduania

International Democratic Daily

Hoje o nosso Presidente Nicolas Trudeau mostrou repulsa pelos países de Telephassa que persistirem na corrida armamentista, que a fundo, visa a produção e comércio bélico, estimulando outros países menos desenvolvidos a investirem novos meios de se protegerem de possíveis ameaças de países controlados por sociopatas famintos de poder.

“Não é admissível que tenhamos que ver Telephassa ruir em guerra, ódio e pólvora, em tempos onde todos poderiam desfrutar de livre comércio. Muitos países já estão abdicando os seus esforços em saúde e educação para conseguirem investir em armamento contra um inimigo invisível. Isso só reforça que esses países controlados por sociopatas famintos de poder pretendem engendrar este ciclo vicioso de investimento estritamente bélico.”

Ele ainda citou que a única forma plausível de diminuir os ânimos e recursos desta guerra é estrangulando a economia dos países de governos fascista e autocráticos.

“Nenhuma forma bélica é mais eficiente do que sanções econômicas rígidas. Podemos gastar todo o nosso dinheiro em armamento e fazer nosso povo morrer de fome, ou podemos fechar nossas fronteiras, suspender nossos acordos, e deixar esses menininhos eugenistas, fascistas e autocráticos pensarem se vão brincar de matar ou almoçar.”

Outras notícias

O povo vibra com o discurso passivo-agressivo de Trudeau fazendo com que sua popularidade subia de 61 para 85 %. “ Não é atoa que colocamos um presidente bem instruído no poder, queremos que a nossa educação seja refletida em boas práticas e ações.” Diz uma professora da universidade de Belo Valle.

“A medida em que vamos avançando nessa corrida sem sentido, vamos entendendo que são os sensatos e quem é Julio Cesar em Tellus” Diz este jovem durante o depoimento de Nicolas Trudeau.

“ A aliança entre os países da Agrotera deixa explícito de que os esforços para que uma nova liderança econômica emerja em meio ao caos. Muitos podem achar que essa aliança tem interesses bélicos ou educacionais, mas os países aliados visam sair em vantagem depois do triunfo de pontos, no final dessa caça às bruxas.” Diz um especialista em relações internacionais.

#Metagame

Uma resumida explicação do porque de Repes e Alissonovia não se bicarem bem

A rivalidade repesiano-alissense começa na época da fundação, quando as Repesiov venceram a Batalha do Rio Fronteiriço, terminando a ambição de Alijzen I a ser kraldzer de Toda Aldânia. Mas atualmente de forma mais recente, as ambições repesianas estiveram motivando o país a ser contrário à FESA, e esta causou guerra civil em 1956 no país matriarcal para derrubar a então Autocracia e instaurar uma ditadura comunista. Em Repes, o povo iniciou uma postura anticomunista que por consequência também fez um leve preconceito entre o povo repesiano e o povo alissense.

No fim da Terceira Guerra com o início da guerra civil alissense (1978-1984), os repesianos tiveram que adotarem uma postura de "fraternidade" idealizada no casamento do herdeiro do antigo trono da Alissonovia Pétar Karl, e Lyna, filha da Kraldzerina de Repes, trazendo a amizade entre os dois povos. A constante e excessiva midiatização desse casal e sua família conseguiu contornar a visão repesiana de ser inimiga dos alissenses, pois o governo queria intervir diretamente na guerra civil entre comunistas e liberais, porém os repesianos faziam pouco caso de lutar com os rebeldes, mesmo que inimigos da FESA.

Após a proclamação da democracia, os alissenses mantiveram uma crise econômica, onde Repes conseguiu se sobressair e usar de modos econômicos para auxiliar os países aldanianos. A nova proximidade, econômica, abriu espaço para uma nova amizade entre os países, principalmente a Alissonovia, o que possibilitou o nascimento da Confederação Aldaniana de Nações (CAN), a princípio, uma união cultural de fortalecimento de laços em esportes, na religião (com a Rota dos Peregrinos), no compartilhamento de conhecimentos (educação) entre outros pontos integradores. A união cultural passou a adotar medidas econômicas que beneficiassem os membros como a imposição da Coroa Aldaniana, por exemplo e taxas mais baixas para comércio.

Repes, alcançando novo protagonismo em detrimento do antigo poder da Alissonovia, começou a ganhar destaque, força e influência dentro da CAN e da Telephassa, instaurando uma base militar em Chios, Herakklion, uma das reivindicações mais importantes da Alissonovia. Com o novo crescimento alissense, o país novamente iniciou um projeto de se tornar grande novamente, através dos governos que passaram, a economia alissense começou a trilhar sua independência da de Repes e agora, rivalizando com ela no nível regional. A rivalidade econômica passou a ser sentida pelos alissenses e se tornou até mesmo política quando publicamente Repes não se manifestou a favor ou contra Chios voltar para a Alissonovia e iniciou procedimentos nas formas de governar que eram insustentáveis para a visão da população alissense, agora simpatizante da democracia, liberdade e igualdade após mais de 30 anos com esse novo governo democrático.

Com Teresa Técj, o governo passou a observar Repes constantemente, apoiando na democratização do país com a queda da Autocracia e indo contra as atitudes do então regente, Yanovich, que não só era um inimigo da democracia aos olhos do governo, como também um inimigo dos interesses alissenses - claramente apoiados pelo sucessor de Yanovich, o primeiro-ministro Vladimir Soyuz. Quando a Casa Imperial de Repes se tornou descendente direta do Kraldzer alissense nomeando a filha dele Maria como Kraldzerina, grande parte dos conservadores, nacionalistas e outros, desconfiaram da grande influência cultural que a Alissonovia passou a exercer e como isso poderia afetar o país. A volta de Yanovich ao cargo agora é um símbolo direto da luta entre os interesses de Alissonovia e os de Repes. A população atual não sabe se apoia ou não uma guerra entre ambos os países por serem educados anteriormente "irmãos" e "do sangue aldaniano e fé pantarista comum".

Repes, Ashtarians, Infinitta, Veleste, and 4 othersMontecervi, Nosterviz, New Drache, and Kaduania

Post self-deleted by New Drache.

Será iniciado o processo de desobstrução de geleiras no litoral New Dracheano.

10 dos 25 navios quebra gelo que estavam em processo de finalização estão prontos para entrarem em operação na próxima semana, de início será desobstruído o gelo dos principais portos do país, abrindo novamente as rotas de comércio marítimo.

-"Estamos satisfeitos em dizer que o projeto para a limpeza do litoral está parcialmente concluído e que daqui à alguns meses todos os navios da frota estarão operantes. Também serão coletadas amostras de água para avaliar se suas propriedades estão isentas de alterações provocadas pelo químico [He-3]".
- Susan Tanaka I Ministério da ciência e desenvolvimento.

Os incentivos governamentais aos pequenos e médios agricultores continuam, até o momento 93% dos produtores já aderiram ao programa por meio do incentivo visando suavizar o desabastecimento. A crise do mercado interno também vem demonstrando queda acentuada graças ao apoio de Alessandrian Empire e Republica federativa da bratalia.

Alissonovia, Ashtarians, Venardia, Alessandrian Empire, and 3 othersBrolhetaria, Nosterviz, and Republica federativa da bratalia

‼️ MORRE O MAHAJARA EMÉRITO ‼️

Foi confirmado, através de uma nota oficial publicado pela AIFI (Assessoria de Imprensa da Família Imperial), a morte do Mahajara Emérito, aos 110 anos. Segue o anúncio:

"A Família Imperial lamenta informar que o Majestosíssimo Senhor Mahajara Emérito do Império, Fareed I da Casa Real de Houdersonner-Riachuelo, progenitor do Mahajara Fareed II, faleceu esta noite, às 10 horas e 23 minutos. Acrescentamos o seguinte: nos últimos noventa e seis anos a vida pública de Fareed confundiu-se com os sonhos e com os ideais negreuberes de união, de democracia, de justiça social e de liberdade. Há 90 anos, pela vontade de Fareed, essas ideias se transformaram na União Imperial de Noronha. A emocionante corrente de fé e de solidariedade empregada pelos negreuberes ao Mahajara Fareed, enquanto ele lutava pela reestruturação da democracia imperial, só fez crescer o sentimento presente no nome de nossa Nação: união. União que sempre foi ação, exemplo e objetivo de Fareed. Com a mesma fé, com a mesma determinação, Noronha haverá, a partir de agora, de realizar os ideais do líder que acabamos de perder: Fareed de Riachuelo".

O Mahajara Fareed II declarou o ano corrente como ano de pesar devido a morte de seu pai.

Alissonovia, Ashtarians, Abslandia, Veleste, and 5 othersVenardia, Brolhetaria, Nosterviz, Republica federativa da bratalia, and Kaduania

Magna atlantica

Yeika Media Group
Global Updates

Mercados em retração por medo de guerra: A ameaça de uma guerra de proporções mundiais fez bolsas de todo o planeta adotarem uma tendência de baixa.
Países com Serviços Financeiros acima de 10: -2 nesta indústria
Países com Serviços Financeiros entre 5 e 10: -1 nesta indústria

Indústria bélica contra a maré: As únicas ações em alta são as das indústrias armamentistas de todo o mundo, que esperam uma maior demanda por estes artigos.
Países com indústria Armamentista acima de 10: +2 nesta indústria
Países com indústria Armamentista entre 5 e 10: +1 nesta indústria
Países com indústria Aeronáutica acima de 10: +1 nesta indústria
Países com indústria Naval acima de 10: +1 nesta indústria
Bônus máximo cumulativo: +3 (Isso significa que se seu país tiver todas estas indústrias acima de 10, ele não ganha +4, apenas +3)

Rebeldes comunistas explodem cargueiro em Ravenholm, Abslandia: Um cargueiro contendo um enorme carregamento de semicondutores explodiu durante a madrugada em Ravenholm. Pouco tempo depois, a Rebelião Ogenia Comunista assumiu responsabilidade em transmissões de rádio pirata e via Internet. Este foi o maior e mais dramático atentado da R.O.C. até hoje. A Rebelião assolou o interior Abslandês no último ano, acessando armamentos e sabotando fábricas. Os Rebeldes reivindicam direitos iguais para os Ogenios. A ala mais radical clama por um Estado Proletário Ogenio Independente.

Estou de volta para fazer mestragens econômicas e de RPs pendentes. Quem tiver pendências, me chame no privado

Lysandus, Alissonovia, Ashtarians, Venardia, and 6 othersAlessandrian Empire, Montecervi, Isla Coronada, Nosterviz, Republica federativa da bratalia, and Kaduania

Ontoarquia

Nota Oficial Do Reino De Ontoarquia
O Parlamento de Ontoarquia, juntamente com o Rei, irá adotar políticas de subsídios ao setor de armamento civil, também autoriza e incentiva a criação de melícias privadas desde que trabalhem junto ao estado e de armamento de guerra à população para a proteção dos cidadãos de Ontoarquia.
Mesmo sabendo que o Governo irá se endividar, os governantes tem a esperança de que com o povo mais armado(como já condiz com vossa cultura) o povo poderá eliminar a criminalidade e também poderá diminuir, ou até mesmo acabar com os incentivos de invasões em nosso amado país.
Gostaríamos de esclarecer que nosso país continuará neutro e livre de guerras até onde for possível.
Mestre:Imperio de Jandira

Ontoarquia

Nota Oficial Do Governo De Ontoarquia
O Governo aprovou um novo imposto criado para não diminuir a produção, nós taxaremos 30% do consumo de quem possui salário superior a $25.000, a taxa diminui junto com a diminuição do salario, a cada $500 A menos diminui 1%.
O governo e seus fiscais farão com que todo investimento que iria ser feito pelas pessoas se não ouve-se taxa, ocorra mesmo com a taxa, taxiando apenas consumo, com o valor taxado iremos investir fortemente em programas militares.
Mestre Imperio de Jandira

Televenàrdia Exterior
Telenotícies Nit, 22h45, hora de Montserrat

Rádio Baerakis Livre

Será ainda instalada na Alissonovia Oriental, sob a égide da Corporação Venarda de Rádio e Televisão e do Acesso Federal de Radiotelevisão alissense, uma emissora de rádio de ondas curtas, a Rádio Baerakis Livre/Nemokami Baerakis Radijas, para transmitir programação para a população do país invadido em três frequências diferentes: 31 m, 9.600 kHz; 19 m, 16.000 kHz, e 22 m 13.650 kHz. O intuito principal da estação é manter informada a população baerakis sem os filtros do governo ditatorial tenebrino.

A estação transmitirá 24/7, com espaço para música, entrevistas, variedades, mas principalmente notícias e avisos para o povo de Baerakis, tudo em seu idioma próprio.

Exército legalista sob o comando do Marechal Wastrov inicia reorganização e anuncia resgate de Stefan Repesiov.

O paradeiro do Chanceler não foi divulgado.
O Marechal que se posicionou contra o golpe orquestrado por rebeldes nacionalistas e que acusa Dmitri Yanovich de traição afirmou que as tropas ao seu comando irão se posicionar contra o estabelecimento de qualquer regime que não seja o apoiado pela constituição em vigor e que movimentações estão em curso para deter o avanço rebelde.

Uma transmissão disponibilizada aos regimentos legalistas onde se pudia ouvir a voz de SMI Karin I foi anunciada por Wastrov.

"A voz da Kraldzerina é a voz do povo e nós como suditos e enquanto estivermos vivos iremos proteger o estado democrático e o direito de escolha que está ameaçado por vis ditadores com máscaras de cordeiros. Completou o Marechal.

O alto comando repeseano fiel a monarquia não descartou que Karin tenha formado um governo provisório em um local não divulgado e que comandará a oposição ao regime Yanovich de lá enquanto o exército em Repes lutará na linha de frente contra os avanços rebeldes.

Ashtarians, Venardia, Anglannd, and Nosterviz

Velestian Times

Voluntários aldanianos, alistem-se!

Horas após a confirmação do Estado de Guerra de Alissonovia várias pessoas organizaram um movimento voluntário de participação na guerra, com o alistamento sendo feito pela internet e Escritórios Comunais. Em Cerniopol milhares de pessoas, incluindo mulheres, se alistaram para irem até o seu país de Justo Sanguinis para defendê-lo:

"É o nosso dever proteger a terra sagrada de Pete e nossa querida casa, nenhum país tem o direito de deliberadamente atacar as nossas terras muito menos as terras de nossos antecessores." - Local

Na República Kubana houve um alistamento muito maior de pessoas, onde a internet foi um meio muito eficaz de conclamar os cidadãos.

"Com as redes sociais nosso movimento voluntário se expandiu para todas as fronteiras e estou feliz em perceber que nós não esquecemos a nossa querida pátria onde nossos avós lutaram pela Federação Socialista." - Administrador do movimento

Os voluntários inscritos irão seguir o caminho até Telephassa em uma viagem aérea patrocinada pelas Forças Armadas Confederativas, que lhe concederão aviões de carga para também levarem seus armamentos pessoais.

"Nós iremos ceder somente a nossa frotilha de aviões para que eles possam ter um meio de transporte seguro, lá eles poderão levar suas armas e munições, que não serão doadas pela FAC, cada voluntário levará sua arma pessoal. Estas pessoas estão seguindo para Alissonovia como cidadãos e serão acolhidos pelo país, ressalto aqui que eles não estão em serviço militar ou a serviço da Confederação." - General encarregado da Força Aérea Sudestina, Lyube Ludovic

Velestian Times, a notícia em primeira mão.

Kaduania

Por meio da autonomia e Soberania estipulada pela Carta Magna de nosso país,o Conselho Nacional de Segurança Pública, junto ao Ministério de Relações Exteriores e Ministério de Defesa das Espécies de Kaduania, declararam nesta manhã a elaboração de um decreto extra jurídico, onde prevê o plano de alinhamento com diversos países da Agrotera, seguindo o disposto da Carta da Ligas da Nações onde prevê

“[...] a proteger as próximas gerações dos perigos das guerras, que tanto nos assombram e assustam e que, por tantas vezes em nossas vidas, trouxeram sofrimento indizíveis à todos os humanos e não-humanos, e a reafirmar a fé nos direitos fundamentais do homem, na dignidade e no valor do ser humano, na igualdade de direito dos homens e das mulheres, dos humanos e dos híbridos, assim como das nações grandes e pequenas, e a estabelecer condições sob as quais a justiça e o respeito às obrigações decorrentes de tratados e de outras fontes do direito internacional possam ser mantidos, e a promover o progresso social e melhores condições de vida dentro de uma liberdade ampla.

Onde impele que o presidente de Kaduania, solicite que os países de Agrotera Republica federativa da bratalia,Marturians, Veleste, Emboabas e New Drache, por meio de um plano de âmbito inter continental, disponham de navios, aviões e outros meios de transporte em massa para socorrer do continente de Telephassa os devidos não voluntários, para que sejam asilados por motivo de guerra para, que esta atrocidade seja nociva a menos inocentes possíveis, com destarte para os que se enquadrem nos seguintes quesitos.

Não participação na guerra por motivos ideológicos, filosóficos e teológicos.

Não participação na guerra por incapacidade fisiológica da espécie.

Não participação na guerra por motivos que transgridem a sobriedade e/ou integridade física do indivíduo vivo.

Não participação da guerra por livre e espontânea decisão.

Ademais, não serão aceitos cidadãos que pretendem mudar de continente por motivos que não correspondam a ameaça a sua integridade física ou psíquica, que possa ser transgredida durante a possível guerra, nem pessoas que possuem dívidas com as instituições jurídicas de seus respectivos países, sendo de responsabilidades destes assegurar a vida e integridade dos cidadãos que não podem ser juridicamente asilados, e nem voluntários de guerra.

Contudo o Ministro de Relações exteriores pede apoio a todos os países que respeitem a Carta da Liga das Nações, para ajudarem como puderem nesse plano de caráter emergencial e crítico para a vida.

Todas as pessoas citadas nos critérios acima, independente da deliberação de outros países da Agrotera, terão o passe livre e vitalício para Kaduania. Podendo vir ou não por meios próprios ou fornecidos para o país de Kaduania.
Acreditamos que este decreto configure em uma dívida eterna entre os países de Telephassa e os países de Agrotera, explicitamente no que diz respeito entre Kaduania e países que transgridem as regras de paz estabelecidas pela Carta da Liga das Nações, promovendo dor e sofrimento para milhões de inocentes por motivos ideológicos.

Mestre: Imperio de Jandira

Alissonovia, Ashtarians, Veleste, Al qamar, and 3 othersNosterviz, New Drache, and Republica federativa da bratalia

Inicia-se a temporada do futebol ranslandino!

Frihedby Forenet bate o gigante Marineblå FK por 2x1 no Estádio Olímpico de Lyudby, e sagra-se campeão inédito da RFU Super Cuppen. O jogo que contou com um pouco de neve em campo, devido ao tempo durante a manhã que antecedeu à partida, mostrou-se totalmente favorável aos campeões da RFU Folks Pokalen do ano passado, que já havia batido este mesmo Marineblå na final por 3x1. A pequena torcida do Frihedby Forenet comemorou o seu 6º título nacional na história (5 copas e 1 supercopa) enquanto que os azul-marinho voltaram para Øyeren com a certeza de que seu time é gigante, e que a temporada será longa, tendo pela frente a disputa de 3 grandes competições (RFU Super Liga, RFU Folks Pokalen, e a tão desejada Telephassa Champions League).

Primeiro post em milênios kkkkkk. Guerra rolando e a bola não para aqui em Ransland kkkkk

Alissonovia, Infinitta, Freny, Girania, and 5 othersVeleste, Montecervi, Anglannd, Nosterviz, and Republica federativa da bratalia

Rei Willem II al-Sayf abre o ano no Conselho Real
Anúncio de novas medidas frente à crise internacional são a pauta das mesas de debate político

Em um final de ano que conseguiu ofuscar às usuais comemorações ao redor do mundo com a elevação do nível de tensão entre os países envolvidos na questão entre Tenebra e Baerakis, além do bloco de países que aderiram à perspectiva nacionalista mundial, o Rei Willem II realizou aquele que foi o seu terceiro discurso na história do seu reinado. Conhecido por se manter afastado da política geral irhkiana, seguindo a etiqueta dos monarcas prévios, Willem II marcou os políticos ali presentes pelo tom da fala. Considerado por alguns como cauteloso e por outros como desesperado, anunciou as medidas que serão tomadas e os laços que visará fortalecer nesse período.

"Caros representates do povo irhkiano,

Sei que não é habitual de minha parte tomar a tribuna deste parlamento para falar de medidas que eu tomarei ou o que eu acho correto. É paradoxal, observando que a natureza desta casa é, fundamentalmente, tornar esta tribuna a demonstração dos anseios populares. É com base nos acordos populares que moldamos o nosso Estado e a nossa Coroa, e é com base no processo democrático de escolha dos representates aqui presentes que o Reino de Irhk permanecerá após a minha morte.

Entretanto, é prerrogativa dada a mim, enquanto monarca desta nação, em posse de minhas faculdades mentais, inalteradas por quaisquer substâncias ou remédios, que debati as medidas que aqui serão anunciadas. Não é de meu desejo, enquanto pessoa, que tornem tais medidas em uma exposição de ansiedade. Não por mim: os que vieram antes de meu pai legaram a mim a lição de que às ofensas ao rei são como frutas cuja colheita pode ser feita o ano todo. Peço-o em nome daqueles que, assentando à mesma por mim convocada, dispuseram de toda a sua intelectualidade, racionalidade e capacidade de articulação para compôr o comitê que anunciarei.

Começo a destacar a racionalidade. Aquiesço aos comentários do amigo Harverus Spettro, de Znatsnaz, ao comentar sobre o desejo bélico das nações beligerantes. Os nossos pedidos - sim, nossos - chegaram à ouvidos que desejam ouvir os sons da pólvora, à bocas que embriagam os corpos que as portam no mais fino licor da cólera, à olhos que anseiam ver a agressão primal. Entretanto, os ansiosos por enxergarem-se em brilhantes couraças de paladinos da civilização por eles concebida em lençóis da mais fina seda serão também os responsáveis pelas consequências da luxúria por eles carregada.

Assim como os companheiros znalotes, posso dizer-lhes com a franqueza que devo carregar enquanto representante máximo da nação e com o conhecimento de meu país de origem, que nós os acompanharemos no lamento das víuvas e nas lágrimas das crianças. Não o fazemos por gosto, ou por um sadismo derivado de uma posição vantajosa. Não nos cabe desfilar em carruagens de ferro para construir uma nova supremacia, muito menos nos cabe desfilar em carruagens de ouro na terra arrasada. Não seremos nós a consumir bifes de carneiro em terras onde nem batatas nascem.

Contudo, faço aqui o adendo de que frente às ameaças nacionalistas que pairam o globo, é imprudente deixar que uma bigorna paire sob a cabeça dos cidadãos. Tellus não tem dono. Não há povo escolhido. Há a comunhão entre os povos, dialogando com suas idiossincrasias e visões de mundo. Nenhum barco contornou o continente com um só marinheiro, ou com conhecimento de só um país. Se achas isso, sugiro rever os livros que possui.

Sendo Irhk um expositor de grande magnitude da pluralidade étnica, eu, Willem II Al-Sayf, monarca de Irhk, fundo o Comitê de Observação Internacional, para pautar as políticas internas de Irhk frente aos tempos de crise. Tempos de crise esses que, na extensão máxima de nossos desejos e esforços, tentamos evitar. Os que atacam a nação znalote dizem mais de si do que da nação que fora comandada pelo honorável Sr. Spettro.

Junto ao Comitê, proíbo, em caráter preventivo, quaisquer coletivos políticos que se denominem nacionalistas. Os senhores que discordarem de tal medida podem levar tal debate a Câmara, junto com seus comitês pessoais de discussão. Antes disso, entretanto, sugiro que olhem em volta. Estão sentados em poltronas de modelo lysandês, vestindo trajes que vão de ternos a robes, alguns com turbante e outros com chapéus, ornados ou não. Essa é a diversidade que o nacionalismo não pretende, em momento algum, não importa quão açúcaradas as palavras ditas por ele sejam, lhe permitir.

Agradeço a todos pela atenção concedida à mim, e desejo-lhes a calma que tanto falta no mundo."

O discurso gerou uma edição especial dos jornais de Irhk e Ashtarians. Extraoficialmente, o Comitê cogita sugerir, em caráter diplomático, as mesmas ações para Ashtarians e [nation]Al qamar.

Znatsnaz, Alissonovia, Ashtarians, Walakhia, and 3 othersAnglannd, Isla Coronada, and Nosterviz

Kaduania

International Democratic Daily

Depois de muita pressão popular, o governo por meio de alguns ministérios instituíram junto com todas as nações de Agrotera, um tratado de asilo para jovens que se recusem a prestar serviços militares para seus países por questões que englobam filosofia, saúde, sanidade mental ou qualquer outra justificação pessoal.

O presidente Nicolas Trudeal, que tem mostrado um forte posicionamento anti belicista, hoje possui uma taxa de aprovação de 85% do povo Kaduanio. Entretanto, não é só pessoas civis que ficaram feliz com a notícia, milhares de industrias do ramo de produção, varejo e comercio de alimentos, antes preocupados com o boom de novos imigrantes para o país, hoje se encontra otimista.

"Acreditamos que o continente inteiro de Agrotera vai se beneficiar com estes jovens cheios de conhecimento e força de trabalho. Com toda certeza conseguiremos resolver este impasse sobre a questão de produção de alimentos para todos os novos imigrantes." Diz o CEO da Nutritivida.

Alem disso, o CEO da multinacional acredita que junto com os imigrantes, o continente da Agrotera será forçado a ampliar seu nível tecnológico, pelo bem ou pelo mal. Hoje o pais de Kaduania é o que mais reprova a guerra entre todos os seus vizinhos, 75% da população acredita que as guerras não são a melhor forma para se resolver questões de impasse ideológico.

Nicolas trudeal postou em sua principal rede social que independente das formas receptivas que seus aliados recebam os asilados, todos concordaram em abrir as portas para os que não acreditam na guerra como forma de resolução de conflitos.

Alissonovia, Walakhia, Marturians, New Drache, and 1 otherRepublica federativa da bratalia

#Faenor's Report

#URGENTE! IC É RECRIADA!

Em resposta a elevação das tensões, nações pelo mundo, tanto da Liga das Nações quanto os membros da União dos Estados Soberanos, se junta para recriar a International Coalition. Documento Oficial da IC foi publico primeiramente nos sites do governo de Girania.




Pela necessidade e pelas ameaças global, nós, representante de nossas nações, por meio desse documento marcamos a união de nossas forças e efetivamos a recriação da International Coalition.

Os membros da Coalizão determinam 3 termos para a mesma:

- O reconhecimento das ameaças que a nação de Tenebra e que o governo repesiano de Yanovich representam para o mundo e da necessidade de conter-lhos;

- Que a Coalizão não tem papel de sobrepor e nem de substituir a Liga das Nações e nem a União dos Estados Soberanos, mas sim de aproximar ambas em busca de cooperação;

- Que seja criado três conselhos serão criados, para auxiliar nos movimentos e atuações das nações que fazem parte da coalizão. Esses grupos vão atuar nas áreas Militar, Econômica e Diplomática.


Nações signatárias:

Relatora: Ezylt McOnix, Diplomata Chefe de Girania

Read factbook

A iniciativa contou como uma mobilização iniciada pelo governo giraniano contou com conversas com o governos próximos, aproximação da UES com a LN e várias conversas entre os diplomatas. A iniciativa vem em resposta as ações da nação de Tenebra e do governo repesiano de Dmitri Yanovich.

Nota Oficial de Isla Coronada
Vossa majestade real se reuniu com o conselho das sombras pela primeira vez na história moderna coronada para debater sobre a declaração de estado de guerra com os presidentes provinciais. A reunião se deu no Palácio Presidencial de Santander, às 8h da manhã. A importância da declaração do estado de guerra se torna mais evidente com a escalada da tensão global ocasionada por conflitos no leste telephassonico entre Tenebra e Baerakis - além de aproveitar a oportunidade para anunciar o projeto de lei que será votado pelo Conselho e pelo Parlamento para a saída de Coronada da UES. O rei não quis dar detalhes de suas motivações para a retirada do país do BLOCO, mas afirma que continuará seu compromisso com a International Community (IC) no que toca as discussões sobre a Crise em Repes e a Questão Tenebrina. Há pretensão de regressar a Liga das Nações.

O monarca ainda se reuniu pela tarde com o Metropolitano da cidade, com quem conversou sobre as coisas da vida, teologia e pediu conselhos a cerca de política internacional. Ao fim da reunião ele pediu uma benção especial para a manutenção da Paz Global e proteção ao povo coronado. O Rei ainda assistiria a missa em Santander antes de ir para sua hospedagem.

Pela noite, o rei entrou no ar discursando em uma live em sua conta oficial no Foicebook:

    "Povo Coronado, primeiramente uma boa noite a cada um e cada uma que me escuta nessa live - não preciso me apresentar pois acredito que já me conhecem. Não costumo falar ou discursar em frente à televisão ou ao grande público, geralmente o faço a particulares mas a situação ao redor de Tellus é tensa e nebulosa. Na eminência de um confronto de proporções gigantescas e com possibilidade de ser nuclear, acredito que não enfrentamos um problema assim desde a Terceira Guerra Mundial e por isso venho aqui conversar com meu povo.

    Não estava por aqui (...) não havia nascido quando os seus pais e irmãos foram arrastados para morrerem pela FESA com o medo recorrente de um inverno nuclear. Não desejo arrasta-los novamente para morrer. Entretanto, senhores, não quero ser o rei coronado que presenciará o fim da civilização tellusiana - devemos estar prontos para o conflito, de forma inteligente e sagaz, mas também resiliente e forte como o animal que ostentamos em nossa bandeira nacional. Assim, convoco os coronados para que fiquem atentos, rezem, trabalhem e prosperem mas acima de tudo - estejam preparados para o combate, pois ele poderá acabar por vir."

Alissonovia, Ashtarians, Freny, and Nosterviz

___________Jitsu|Gyo___________

Freny se Prepara para o Pior

A nação de Freny oficialmente entrou na IC. No ano das primeiras eleições da história de Freny, a nação está prestes a entrar em guerra.

No entanto houve algumas críticas a entrada do Reino em uma coalizão que defende uma nação com poucas relações com Freny, no outro lado do mundo. A Rainha respondeu ao criticismo dizendo que "[...] a IC não pretende defender apenas Alissonovia e Baerakis, mas sim todo o mundo das agressões de Tenebra. Se nações como Tenebra puderem fazer o que quiserem sem consequências, quanto tempo levaria até isso afetar drasticamente Kitainan? E Freny? É um risco que não irei tomar. Temos que mostrar ao mundo que mesmo não tendo mais um órgão que una todas as nações do mundo, não devemos agir como crianças. O sacrifício de nossos homens e mulheres que com coragem e honra irão para o campo de batalha lutar em águas estrangeiras e distantes de casa é um sacrifício necessário para defender o povo Tenshin, e o povo de Tellus".

Freny oficialmente não declarou guerra a Tenebra ainda, porém as intenções da Rainha já são claras, e a marinha já está preparada.

As Primeiras Eleições dos Distritos são Adiadas

Pela primeira vez em toda sua história, o povo Freniano irá votar. Era esperado para as eleições de governador(a) dos distritos de Freny fossem acontecer no começo do ano, porém devido a alta tensão mundial, elas foram adiadas para o fim do ano. A Rainha ainda disse que talvez tenha que adiar até 2022, em caso de emergência.

As preparações, no entanto, continuam. As urnas eletrônicas já estão sendo preparadas, e já é possível ver os candidatos no site oficial do governo. Até agora, 1 candidato apenas foi expulso da eleição por fazer propaganda eleitoral, mesmo isso sendo proibido. As eleições para governador devem ser 100% anônimas, no site oficial de cada distrito estão apenas as propostas e formações de cada candidato, coisas como nome, aparência, raça ou outra informação além do que foi dito é secreto, e o vazamento dessas informações pode causar a saída forçada do candidato da corrida eleitoral (há casos em que o vazamento possa ser acidental ou sem consentimento do candidato, casos assim serão analisados se acontecerem). Fazer propagandas eleitorais também é proibido.

As Estradas do Reino

Junto de um aumento nos gastos militares, a Rainha também anunciou um investimento enorme na infraestrutura de Freny. A construção, reparação e melhoria de rodovias, ferrovias e hidrovias por todo o Reino começaram. Áreas anteriormente quase abandonadas, como o norte e nordeste Freniano, agora vão receber a atenção que merecem.

Áreas mais populadas como Maho ou a planíce de Rei (onda a capital, Shiro está) tomarão prioridade na construção e melhoria da infraestrutura local. Junto disso, os subsídios do sistema Hatara-Ko estão funcionando a partir do começo do ano. Empresas com um grande número de funconário indicados por inspetores irão receber apoio do governo.

ANUNCIO IMPERIAL

VOSSA SANTIDADE EVANGELOS BOUROS, GRANDE NAUTILUS DO SACRO IMPERIO DE ELYSINOS VEM POR MEIO DESTE DECLARAR QUE

CONSIDERANDO a situação mundial atual, as tensões crescentes no mundo e o perigo de conflito que se torna cada vez mais real;

CONSIDERANDO o pedido de ajuda de amigos e aliados que foram vítimas de ataques que feriram não só sua nação, mas também suas familias;

CONSIDERANDO, de forma conclusiva, a apreensão de tropas humanitarias encaminhadas a pessoas necessitadas aflingindas por guerra e sofrimento, e as subsequentes ameaças apresentadas por seus raptores;

O Sacro Imperio de Elysinos declara a união de forças com a International Coalition para que as ameaças se cessem e que a paz que nos foi dada para manter no mundo volte a prevalecer sobre os corações e almas dos nossos irmãos em Tellus.

Na sua obrigação como Imperador e protetor do povo do Panteão, o Imperador declara que o processo de alistamento será ampliado para que o país não se sinta indefeso e que a segurança da nossa terra sagrada seja mantida.

SEM MAIS PARA SER AQUI EXPOSTO, AS BENÇÃOS DOS DEZ PAIREM SOBRE SUAS CABEÇAS.

ας τελειώσει η καταιγίδα

Evangelous Bourus, Grande Nautilus.

«12. . .206207208209210211212. . .214215»

Advertisement