by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

Portugal RMB

WA Delegate: The Ibaro-Portuguese Monarchy of Condado da Feira (elected )

Founder: Platinum bees

Last WA Update:

World Factbook Entry

Bem-vindo à Região Portugal!

Todos os portugueses, falantes da língua portuguesa e amigos são bem-vindos. Respeitem a comunidade, sem ofensas.

Qualquer dúvida ou questão, não hesites em perguntar à região ou ao Delegado.

Obrigado e bom jogo!

| Regulamento da Região | Mapa Regional | Jogo do Parlamento | Role Play | LinkDiscord Regional | Notícias Regionais |

Notícias Regionais

Jornal Tuga

Novas notícias, eventualmente! Visita este dispatch sempre que quiseres saber os últimos acontecimentos regionais!



Embassies: Parlamento, The Bar on the corner of every region, The Western Isles, Brasil, Union Mundial, ITALIA, Deutschland, Israel, The Glorious Nations of Iwaku, Philosophy 115, Equinox, Union of Free Nations, the Rejected Realms, The Embassy, Australia, Mediterranean, and 60 others.belgium, The Peaceful Coffee Shop In Chicago, The Free Nations Region, Scandinavia, Forest, The Order of the Grey Wardens, Nudist Dreamland, St Abbaddon, 10000 Islands, Groland, Novo Brasil, Greater Middle East, Novapax, Free Market Federation, The Coalition of Democratic Nations, RHINIA, Lardyland, Solid Kingdom, Segunda Guerra Mundial, The Labyrinth, Enadia, Greece, Elparia, Japan, United Nations of Earthlings, Sunalaya, Official European Union, European Union, Union Hispanica, The Universal Order of Nations, The LCRUA, New West Indies, New World Union, Non Aligned Movement, RP da Historia de Portugal, Empire of Great Britain, The Slide Countries, RP Roman World, Liga das Nacoes, Barbaria, India, United roleplay authority, Altmora, United Faction of Nations, Florida, APSIA, Yuno, Greater Ixnay, Union of Allied States, Voltarium, One big Island, CPCPIlandia, Krillin, The Commonwealth Of Furry Peoples, Novus Lucidum, Invicta, Thalassia, Lasagna, Indonesia Raya, and Vermont.

Tags: Democratic, Enormous, Featured, Founderless, Map, Neutral, Non-English, Offsite Chat, and Regional Government.

Regional Power: Very High

Portugal contains 133 nations, the 93rd most in the world.

ActivityHistoryAdministration

Today's World Census Report

The Largest Publishing Industry in Portugal

The World Census tallied social media complaints from students regarding overpriced textbooks to determine which nations have the largest book publishing industries.

As a region, Portugal is ranked 2,757th in the world for Largest Publishing Industry.

NationWA CategoryMotto
1.The Republic of AthaulphiaLeft-wing Utopia“LIBERTAS - IVSTITIA - VERITAS”
2.The Commonwealth of -Galicia-Left-wing Utopia“Fogar de Breogán”
3.The Senate and People of HugolandLeft-Leaning College State“uma espada e uma rosa.”
4.The Enlightened Republic of Bad OmenLeft-wing Utopia“Hail the Jewel of the Lotus”
5.The Estados Livres of PeterandiaCapitalizt“Vida, Liberdade, Felicidade”
6.The Empire of HeryaScandinavian Liberal Paradise“L'État c'est moi”
7.The Constitutional Monarchy of PortucalaeDemocratic Socialists“Um Rei, Um Povo, Uma Nação!”
8.The Republic of GalizaCivil Rights Lovefest“Fogar de Breogán”
9.The Constitutional Monarchy of PortugalioNew York Times Democracy“Nova Glória”
10.The Merchant Republic of TaprobanaAnarchy“E Mare Libertas”
1234. . .1314»

Regional Poll • Que Ministério Português gostarias de integrar?

The Fenix Kingdom of Tugaliza wrote:Se fosses da família do António Costa, que ministério gostarias de chefiar?Proposta pelo Herya.

Voting opened 1 day 20 hours ago and will close . Open to residents. You cannot vote as you are not logged in.

Last poll: “Aceitas o dia 15 de Maio como o dia do teu fundador/salvador? ”

Regional Happenings

More...

Portugal Regional Message Board

Da Lusofonia wrote:Entao deves ser a favor da invasao do Iraque para espalhar democracia, do bombardeamento da Libia para espalhar direitos humanos, da antagonizacao da Russia para promover liberalismo, etc

Direitos humanos comecou como uma campanha de direitos civicos domestica e hoje passou a ser um bode expiatorio para guerra internacionalista infinita e colonizacao da sociedade civil pelo estado e pelas ONGs progressistas

Lá estás tu a construir espantalhos sobre a minha figura. Não faço ideia porquê, mas passas sempre a ideia de que eu sou um Neocon ou algo similar. É um pouco cansativo homem.

Vou repetir, não sou intervencionista. Não acho que seja possível ou desejável espalhar direitos à pancada. Espero que esteja esclarecido.

E os direitos humanos são um aspecto básico do liberalismo, no qual acredito. E não nasceram de uma "campanha" ou de uma conspiração, já estão em desenvolvimento há séculos. Desde que se começou a falar de coisas como "the rights of Englishmen" que se fala em direitos humanos, mesmo que não se use o termo directamente.

Porto and the North of Portugal wrote:Ok, se ninguém se opuser vai ficar assim. Outra questão :
Qual é a pena que sugerem para esta prática e para outra semelhante (ex. Escrever palavrões /insultar no RMB) Deve ser uma punição fixa ou progressiva?

Fixa, com efeitos cumulativos conforme a pessoa insiste no insulto. Já tivemos a experiência com o progressivo, e correu mal porque ninguém queria começar a tomar acção.

Aliás, devemos aplicar a mesma lógica que o NationStates em si, que tem regras mais apertadas do que esta região. Aliás, se podemos escrever "foda-se" à vontade, e há quem o faça, não é possível fazer posts com palavrões em inglês pois aparece isto isto: "Your message appears to contain inappropriate language."

A única razão para algumas pessoas aqui não terem sido banidas muito mais vezes é porque os mods não sabem português e nos dão uma enorme autonomia. Mas isso também acarreta alguma responsabilidade para a comunidade, pois a tolerância perante outras línguas pode mudar se abusarmos.

No entanto, não sou a favor de banirmos os palavrões num contexto amigável (embora muito raramente sejam usados pela maioria da comunidade), apenas num contexto de agressão verbal.

Post self-deleted by Taprobana.

Nookie Island wrote:Não tanto como tu falas, por exemplo da Merkel ou do Passos Coelho até desejar a morte deles.

É o nível, ou a falta dele. Vou partilhar algo que mostra o contrário, sobre como é possível ter nível mesmo discordando politicamente de alguém.

Texto do Luís Osório:

Pedro Passos Coelho é um homem que vale a pena
(onde se fala dele e de Laura, a mulher por quem espera)

1. Estou perfeitamente à vontade. Quem me lê habitualmente diria que sou insuspeito de ser liberal e ainda menos de ser um liberal de direita. Mas quero escrever este texto por me parecer importante separar as águas, o que nunca parece fácil. Vou tentar.

2. Conheço o ex-primeiro-ministro há vários anos, talvez vinte. Não conversámos muito, talvez duas ou três conversas um pouco mais longas – agora que penso nisso, conheci-o num almoço onde esteve também António José Seguro, um blind date organizado pelo Diário de Notícias. Depois disso praticamente nada. Voltámos a falar durante a sua ascensão à liderança do PSD. Depois quando foi primeiro-ministro e eu regressei por breves anos ao jornalismo. A nossa relação foi sempre impecável. Nunca se sentiu atingido com editoriais críticos, nunca se sentiu traído numa relação sempre boa. Quando me encontrava era caloroso, mesmo quando eu era feroz e o atacava, mesmo quando passei a combater o seu governo ele nunca mudou comigo. não são muitas as pessoas de quem possa dizer o mesmo. A maioria, mesmo defendendo a liberdade de opinião, quando são criticados não conseguem lidar com isso. Com Passos Coelho não foi assim, nunca foi assim.

3. Mas não quero falar de política. Quero escrever acerca da sua mulher, do cancro que tem (e que é público), quero falar do que vi e me impressionou um dia destes. Tinha ido ao encontro da Ana (é médica) e senti um alvoroço atrás de mim. Virei-me e estavam pessoas a sair à pressa. Enfermeiros pediam-nos para sairmos, parecia existir um qualquer problema, uma fuga de gás ou uma ameaça de incêndio, não sei.
Foi quando, a uns 10 metros de mim, vi o Pedro. Estava mais magro, mais envelhecido, felizmente não me viu. Uma enfermeira pediu-lhe com bons modos para que saísse, não tinha que se preocupar porque a sua mulher estava a apressar-se e demoraria pouco tempo. O Pedro, numa calma inquieta, disse-lhe assim: “Vai-me desculpar, mas isso é impossível. Eu não posso sair daqui sem a minha mulher, simplesmente não posso”. Saí sem lhe falar, não conseguiria dizer-lhe nada, não lhe disse nada, não sei de mais nada.

4. Podemos não concordar com Pedro Passos Coelho. Estar do outro lado da barricada. Mas há homens e mulheres dignos em todas as barricadas. E a dignidade mede-se também pelos pequenos gestos, pelos silêncios, pela forma como nos oferecemos a alguém, como amamos, cuidamos ou desistimos.
A carreira política de Passos Coelho não está terminada, longe disso. Não me admiraria que um dia voltasse a ser primeiro-ministro ou Presidente da República. Da mesma maneira que ele sabe que nunca terá o meu voto. Porém, sou capaz de o convidar mais depressa para jantar em minha casa do que a várias pessoas que partilham das minhas convicções ideológicas.

Purtugal wrote:Tu e os liberais têm sempre o mesmo disco. Os comunistas e a esquerda é que são antidemocráticos, o vox, o chega, a marine Le pen, o trump, a alternativa para a Alemanha, o orban são todos democratas. Para vocês a única merda que interessa é se o regime privatiza ou nao a economia. Isso não é democracia. Para gajos como vocês, o allende é que é o ditador e o Pinochet o democrata. Foda-se para a vossa lógica.

Allende e Pinochet são ambos ditadores. Só que um deles é de esquerda e o outro é de direita.

The Portuguese Workers wrote:Estou solidário com os protestos dos catalães, os fascistas de Madrid deviam deixar a Catalunha tornar-se independente!

Acho que não deveria ser assim,

Penso que o mais correcto seria fazerem um referendo justo e honesto.

Deixando o povo e os catalães decidirem correctamente.

Purtugal wrote:Agora é um governo do PS Espanhol. Sociais-fascistas. Fascista é o PP. Mas olha que o podemos também é contra a independência

Foda-se, o PP fascista????

Porra para vocês tudo que seja um desvio da extrema esquerda é tudo fascista...

Pena não saberem Historia...

Taprobana wrote:Bela caricatura que para aqui vomitaste. Só é pena não ter nada a ver com a realidade, mas mostra bem em que estado de ilusão e paranóia te encontras perante o mundo.

Mário, não és democrata, já defendeste aqui ditaduras, já defendeste violência política, já defendeste a morte de figuras políticas e a repressão. Não sei onde vais buscar a moralidade para te designares como defensor da democracia só porque o Ventura chegou ao parlamento.

Todos esses casos que citaste são diferentes já agora, porque o mundo não é preto e branco. Mas nem vou perder tempo nisso.

O que é importante reter é que disseste, e parafraseio, "ninguém deve apoiar os protestos de Hong Kong", e a seguir afirmas que não és a favor do regime da RPC...

Sim, realmente "f*ck logic" é a única palavra que me veio à cabeça.

Regimes que não apoias hoje, amanhã pode ser que acordes virado para isso.

O PCP quis instaurar em Portugal uma ditadura logo após o fim de outra ditadura. Podem inventar e embelezar a história, e certamente lá conseguiram meter uma maquilhagem bonita nos manuais de história, mas quem abre uns livros a sério percebe logo o que quase aconteceu. Podes bradar aos céus que é mentira, mas a verdade é a verdade.

Já o PSD e CDS? Nunca os vi de tanques, a fazer barricadas contra manifestantes pacíficos. Isso foi o PCP e a tropa fandanga afecta a ele.

E os alegados atropelos do Governo PPC? As leis foram ao TC, chumbaram, o Governo (obviamente) não insistiu. Ui, divisão de poderes e instituições a funcionar? Que fascismo, que atropelos à democracia! O PCP a politizar sindicatos e a tentar (felizmente sem sucesso) que só existisse uma central sindical controlada por ele? Isso sim é democracia e liberdade.

Enfim, e mais poderia dizer, mas não estou para isso. Até acho que já te dei tempo de antena a mais. Diverte-te lá a brincar aos comunismos. Taprobana OUT!

Muito bem dito amigo,

Ele que se intitula do PCP e tal...

Não sabe da historia, nem quer ler os manifestos do PCP antes e logo após o 25 de Abril... Onde claramente defendiam uma ditadura comunista...

Taprobana wrote:Mas...e se em Madrid estivesse um Governo "comunista a sério"?

Era ainda mais porrada nos catalães pá...

Taprobana wrote:Lá estás tu a construir espantalhos sobre a minha figura. Não faço ideia porquê, mas passas sempre a ideia de que eu sou um Neocon ou algo similar. É um pouco cansativo homem.

Vou repetir, não sou intervencionista. Não acho que seja possível ou desejável espalhar direitos à pancada. Espero que esteja esclarecido.

E os direitos humanos são um aspecto básico do liberalismo, no qual acredito. E não nasceram de uma "campanha" ou de uma conspiração, já estão em desenvolvimento há séculos. Desde que se começou a falar de coisas como "the rights of Englishmen" que se fala em direitos humanos, mesmo que não se use o termo directamente.

até se pode traçar a antes, com as revoltas pré-reformação dos hussares e companhia, ou até com o republicanismo italiano

mas normalmente quando se começa a falar em revoluções, a guerra civil inglesa é o que costuma vir à cabeça como primeiro exemplo de revolução moderna.
a magna carta em si não fazia assim tanto para as pessoas comuns, mas foi um avanço na msm

Forum View

Advertisement